Adega, de Jacira Pinheiro
Situada no subsolo do casarão, a adega de 18m² impressiona pelas paredes e teto abobadado, feitos de tijolos maciços de época. Assinando o ambiente e o estar que leva a ele, no piso térreo, a arquiteta Jacira Pinheiro optou por um mix de peças modernas e contemporâneas que promovem a união entre passado e presente. Na adega, onde predominam tons terrosos com pitadas de cinza, há objetos de decoração selecionados diretamente de antiquários.

Estúdio da filha, de Jairo de Sender
Pensado para acolher a filha e o marido, o Estúdio da Filha projetado por Jairo de Sender é ideal para o jovem casal, que casou e ainda não se mudou.

Unindo privacidade e independência, o ambiente conta com o espaço de dormir, uma pequena biblioteca, uma cozinha reduzida e um local para refeições, tudo em 36m².

Lavabo da Praia, de Jean de Just
O arquiteto francês Jean de Just encontrou no Rio de Janeiro, sua atual casa, a inspiração para seu Lavabo da Praia. Como o próprio nome indica, sol e natureza guiaram o projeto do ambiente, que mescla o sofisticado design francês com o jeito carioca de viver. Materiais simples, como a areia, a corda e o gesso, são colocados ao lado dos tons bege, marfim e dourado para compor uma atmosfera rebuscada e luxuosa.

Sala da Malu, de Joy Garrido
Um misto de escritório, sala íntima e quarto de vestir, a Sala da Malu faz referência à Malu da Rocha Miranda, antiga proprietária do casarão Casa Cor, que viveu ali até seus últimos anos de vida. Vestidos do estilista Guilherme Guimarães, ícone nos anos 1960, se misturam à sofá e cadeiras francesas em um ambiente leve e descontraído, pontuado por detalhes em turquesa e pink escolhidos pela arquiteta Joy Garrido.

Design de Ninar, de Leila Dionizio
Em apenas 10m², a arquiteta Leila Dionizio projetou um quarto de bebê confortável, aconchegante e repleto de referências vintages. O berço semelhante a um balanço, pendurado no teto por cordas, ganha a companhia da cama de apoio retrátil, otimizando o espaço. O décor minimalista destaca a marcenaria de reflorestamento e a filosofia japonesa Wabi Sabi, que resgata valores orgânicos e revela a beleza das pequenas imperfeições.

Espaço Deca, de Márcia Muller e Manu Muller
Além de sócias, a mãe e a filha Márcia e Manu Muller projetaram para o Espaço Deca um ambiente que brinca com a duplicidade. Pensando tanto para uso corporativo, como para um quarto de hotel ou residencial, e funcionando como uma super suíte, o espaço transformou o antigo galpão em um cômodo elegante e confortável. A atmosfera industrial é mesclada a elementos artesanais, que se destacam em meio a estrutura de ferro, madeira e vidro. Além dos inúmeros produtos Deca, o ambiente conta com uma piscina que abrange toda a extensão da fachada.

Escritório e Sala de Leitura, de Mário Santos
Para os dois ambientes, um de trabalhar e receber, e outro para se isolar com um livro nas mãos, o arquiteto Mário Santos buscou inspiração na extinta companhia de aviação Panair, que tinha como principal acionista Celso da Rocha Miranda, dono do casarão. Objetos, suvenires, maquetes, fotos e documentos da empresa ocupam o espaço, e posteriormente serão doados ao Museu Histórico Nacional. Destaque para os móveis desenhados pelo arquiteto, como a mesa semelhante às asas de um avião e a estante feita de brises horizontais e caixas deslizantes, que divide os ambientes.

Loja da Casa, de Marina Breves
Misturando elementos originalmente opostos de forma natural e equilibrada, Marina Breves combinou o contemporâneo ao clássico para o projeto da Loja da Casa, que conta com itens especiais à venda durante a Casa Cor. Protagonista no espaço, a estante de ferro banhada a ouro envelhecido foi desenvolvida pela arquiteta especialmente para a mostra, e pode se adaptar a diferentes ambientes.

Sala de Almoço, de Marise Marini
Um convite à troca de olhares, aos encontros e a uma boa conversa. Assim é a Sala de Almoço, assinada por Marise Marini. A marcenaria de alto nível com design vintage, as paredes revestidas de tijolo aparente, o piso vinílico com aparência de madeira e o uso do tom azul nos detalhes tornam o lugar acolhedor e refinado – ideal para deixar o estresse do lado de fora.

Sala de Banho, de Marta Guimarães e Daniele Faraco
O estilo carioca de viver e morar deu o tom para o ambiente da Sala de Banho, das arquitetas Marta Guimarães e Daniele Faraco. A dupla trouxe para o espaço as cores da natureza, como o verde dos jardins de Burle Marx, o azul remetendo ao céu e ao mar e o cinza claro fazendo alusão à areia da praia. Para maior praticidade, os móveis, como os armários e a própria banheira, se tornaram elementos deslocáveis.

casa.abril.com.br/casa-cor/mostras/rio-de-janeiro