Uma breve visita a alguma loja da Aesop já é suficiente para perceber que a fórmula de sucesso da marca inclui muito mais do que ingredientes botânicos de alta qualidade. A fabricante australiana de cosméticos é reconhecida mundialmente por agregar a seus produtos a experiência de adentrar em um espaço único, desenvolvido por um grande nome do design e da arquitetura.  

No caso do Brasil não foi diferente. A primeira unidade da marca contou com o projeto de Paulo Mendes da Rocha e do escritório Metro Arquitetos. Para o seu segundo endereço, também localizado em São Paulo, no bairro da Vila Madalena, a Aesop optou novamente por valorizar uma identidade genuinamente brasileira e convidou a dupla de designers Humberto e Fernando Campana para assinar o projeto.

A dupla escolheu o cobogó como o protagonista para o espaço. Os icônicos blocos vazados de cerâmica, um dos símbolos da arquitetura moderna brasileira, recobrem as paredes, ilustram o chão e até mesmo se transformam em prateleiras e suporte para bancadas. A preferência por uma paleta em tons terrosos permitiu dialogar com as embalagens de vidro âmbar dos produtos, marca registrada da loja, e incluir outros elementos naturais ao local, como o papel de parede feito de fibras de sisal.

A transparência e permeabilidade típicas do cobogó se aliaram à uma modesta praça, localizada à frente da loja, para tornar o espaço ainda mais convidativo. Dando forma a um banco e tornando-se o suporte ideal para a pérgola que recobre a fachada da loja, o elemento arquitetônico mesclou, em mil e uma funções, o melhor do design e da arquitetura nacionais.

campanas.com.br