É impossível passar pela Alameda Gabriel Monteiro da Silva, principal corredor da decoração em São Paulo, sem notar a nova construção na altura do 813, que se diferencia das vizinhas pela arquitetura ousada. Trata-se da Lider Interiores, que será oficialmente inaugurada em 5 de outubro.

O projeto do FGMF traz uma série de plataformas suspensas e sobrepostas irregularmente na fachada. Os elementos, os arquitetos contaram em uma visita prévia com a Bamboo, são uma solução para driblar a incidência de sol na fachada de vidro. Enquanto uma brise escureceria o interior, as plataformas promovem sombra moderada. E se transformam em jardins suspensos, com sistema de irrigação, trazendo verde para a loja – as plantas contribuem para deixar a temperatura mais fresca, além de trazerem beleza natural.

As plataformas sobem pela fachada. Do lado de dentro, surpresa: uma outra plataforma suspensa, mas bem maior, em vez de jardins, abriga o mezanino. Realizar a estrutura foi um desafio de engenharia, já que ela é presa apenas no teto, sem apoios no piso. A vantagem de deixar o solo livre é o aproveitamento do espaço, bem amplo para mostrar os produtos da Lider.

Nos fundos, onde uma área aberta expõe os móveis para área externa, ressurgem os jardins suspensos, agora em sentido descendente. Essa continuação dá a certeza de que as plataformas, muito mais do que elementos funcionais, dão a identidade forte e contemporânea que a Lider desejava neste novo momento.

A loja faz parte de um projeto maior da marca, de valorização do design contemporâneo. Ao completar 70 anos em 2015, a Lider decidiu inovar seu portfólio de produtos, trazendo designers nacionais como Nada Se Leva, Lattoog e Adolini + Simonini. O projeto do FGMF também faz parte da iniciativa de atualização e aprimoramento, oferecendo aos clientes paulistanos um ambiente instigante para a visualização dos produtos.

liderinteriores.com.br