O Pérez Art Museum, de Miami, está apresentando a primeira grande retrospectiva do artista argentino Julio Le Parc nos Estados Unidos. Até 19 de março, a exposição Form into Action reúne mais de 100 obras, passando por várias de suas experiências visuais e físicas. 

"As investigações de Julio Le Parc no sentido de engajamento e empoderamento do público redefiniu a experiência de arte", diz a curadora Estrellita B. Brodsky. Nascido em 1928, em Mendoza, na Argentina, Le Parc mudou para Paris em 1958. Suas inovações nos campos de luz, movimento e percepção foram centrais para as artes óptica e cinética. Suas teorias sobre imediatismo e interação como veículo para mudanças sociais e políticas guiaram a vanguarda parisiense dos anos 1960.

Essa visão da arte como ímpeto do empoderamento social está presente em Form into Action. A exposição é dividida em três partes. A primeira, From Surface to Object, traz seus primeiros trabalhos, quando Le Parc usava a cor para desestabilizar superfícies bidimensionais, como papel e pintura.

Já Displacement; Contortions; Reliefs traz as revolucionárias instalações labirínticas. Os visitantes passam por uma poderosa experiência desorientadora. Por fim, Play & Politics of Participation traz os trabalhos que encorajam a consciência social.

"Le Parc desmistificou a arte ao remover as barreiras entre a obra e o espectador", resume Franklin Sirmans, diretor do Pérez Art Museum.

pamm.org