Com passagens por Madagascar, Vietnã e França, o designer Samuray Martins retornou ao Brasil, seu país de origem, em busca de novas inspirações. Por três anos, vasculhou inúmeras regiões brasileiras até que, em 2013, deparou-se com a pequena cidade de Tutóia, no Maranhão. Ali, foi surpreendido pelas técnicas e pela qualidade dos produtos artesanais. Assim teve início seu mais novo empreendimento, o Projeto Akra.

A iniciativa alimenta uma cadeia entre os artesãos e compradores de todo o país, incentivando o produto genuinamente manual e promovendo empregos e capacitação para as comunidades envolvidas. Em parceria com Samuray, atualmente 150 pessoas do Maranhão e da Bahia emprestam seus talentos para a confecção dos produtos. Um e-commerce está previsto para o início de 2017, mas as peças já podem ser adquiridas, por encomenda, pelo site do projeto.

"O que mais me surpreendeu foi o orgulho dos artesãos em me apresentar o artesanato da região. Mesmo com todas as dificuldades, a vontade de mostrar para o Brasil - e por que não, para o mundo? - as riquezas e heranças culturais do nosso país", relembra o designer.

São dez modelos de bolsas, além de itens de decoração, como redes, luminárias e cachepôs, feitos com fibras de buriti e piaçava. Todos são frutos de cocriação entre Samuray e os artesãos. "A arte é deles, meu trabalho é apenas acrescentar a visão de designer de mercado para ajudar a criar novas formas e conceitos", explica.

projetoakra.org