Parque-Praia-Festa-Bairro. Nossa proposta quer criar um lugar vivo e ativo, promovendo diversidade e encontro no espaço público. O projeto é pensado a partir das melhores práticas ambientais e sustentáveis, com ênfase nos recursos naturais, no reúso e no reaproveitamento.

Coração do Jóquei, as antigas áreas de turfe são renaturalizadas com densa vegetação de mata atlântica, entremeada por quadras e espaços para atividades. No meio desse verde, um longo pergolado reproduz o percurso das pistas de corrida e sombreia parquinhos para crianças e academias ao ar livre, além da infraestrutura de apoio e serviços, como quiosques e sanitários.

O pergolado circunda uma grande clareira, que se divide em duas partes: a primeira contém um lago balneável, que utiliza sistemas naturais com plantas (constructed wetlands) para filtrar e aproveitar as águas do rio Pinheiros. O lago é complementado por trechos com decks e areia, criando uma praia para refrescar o verão paulistano.

A segunda metade da clareira possui um gigantesco gramado. Ele permite a realização de eventos, como feiras e shows. Seu tamanho é suficiente para a realização de concertos para 100 mil pessoas.

As antigas cavalariças do Jockey, preservadas, são convertidas numa miríade de pequenos espaços para receberem incubadoras tecnológicas e sociais, ateliês, oficinas, cooperativas, alojamentos para estudantes da USP e comércio.

As arquibancadas existentes são os mirantes dessa nova paisagem. Sua arquitetura nobre é animada por restaurantes e espaços para eventos, como já acontece.

Novas construções ao longo da avenida Lineu de Paula Machado abrigam um mercado de pequenos produtores no térreo e espaços para educação nos andares superiores. No extremo sul, o terreno se eleva para criar um pequeno museu com a história do Jockey Club.

Um mergulhão é executado para as vias da marginal nesse trecho, estendendo o parque até a beira do Rio. Pontes para pedestres e ciclistas conectam as duas margens. Ao sul, três pontes paralelas alcançam um platô elevado sobre a via do trem na margem oposta, atravessando um pequeno trecho do parque. Ao norte, uma ponte única conecta o parque à estação de trens e ao shopping Eldorado. 

Esta proposta apresenta um cenário ambicioso para a cidade. Na grande escala, a nova infraestrutura pretende ser um passo importante para transformar a paisagem dos rios da cidade. Na escala do bairro, é esperado que seu impacto nas áreas vizinhas estimule transformações urbanas focadas na variedade de usos, nas pessoas e na qualidade ambiental. 

Confira todos os Projetos para SP na Bamboo de novembro, nas bancas.