No dia 24 de novembro, o museu de design inglês abre as portas de sua nova sede em Kensington, ao lado do Victoria & Albert, do Natural History Museum, do Royal College of Art e da Serpentine Gallery. “Queremos ser a Tate Modern do design”, afirmou o diretor Deyan Sudjic, em coletiva de apresentação à imprensa.

Concebido pelo arquiteto John Pawson com mobília da Vitra e identidade visual do Studio Fernando Gutiérrez, o prédio histórico dos anos 1960 ganhou um ar mais moderno e inovador. Seus três andares, totalizando dez mil metros quadrados, abrigarão sempre uma exposição permanente gratuita e outras temporárias. O local terá ainda centro de estudos e café.

De 24 de novembro a 23 de abril, a exposição de abertura Fear and Love – Reactions to a Complex World, com curadoria de Justin McGuirk, reúne onze instalações feitas por alguns dos mais instigantes arquitetos e designers contemporâneos. Entre eles estão OMA, Hussein Chalayan, Kenya Hara e Neri Oxman. As obras analisam assuntos da atualidade e mostram que o design está profundamente ligado a questões subjacentes urgentes, que inspiram medo e amor.

designmuseum.org