Recém-inaugurada em novo endereço, a Dpot, uma das mais respeitadas lojas de mobiliário brasileiros, guardou mais uma novidade para 2016. Expandindo seu universo, a marca revitalizou o antigo espaço, também localizado na Alameda Gabriel Monteiro da Silva, em São Paulo, para hospedar seu mais novo empreendimento, a Dpot Objeto.

Focada em artigos decorativos para a casa, a loja reabre suas portas no dia 7 de dezembro. "Há vários anos tenho esse desejo de trazer ao mercado muito daquilo que vejo em minhas andanças pelo Brasil. Viajo muito e conheço artistas, designers e artesãos, de norte a sul do país, que se dedicam a trabalhos originais que merecem ser conhecidos”, explica Baba Vacaro, diretora de criação da Dpot.
 
Do vernacular ao design contemporâneo, Baba garante que variedade é o que não vai faltar no novo projeto, que já conta em sua coleção com peças de mais de 200 artistas e designers. Entre os destaques, obras da tradicional Oficina Brennand, de Recife; peças do ceramista mineiro Máximo Soalheiro; tecidos desenhados à mão pela artista pernambucana Bete Paes; e peças de pedra-sabão assinadas pelo Alva Design.
 
A revitalização do espaço é resultado de uma parceria entre o artista Renato Dib, o diretor da Dpot Sérgio Buchpiguel e o escritório de arquitetura de interiores Marton Studio. O projeto mescla referências modernistas e populares. A fachada geométrica, com novo aspecto de cimento queimado, contrasta com o forno à lenha instalado no interior, pontuado ainda por detalhes de concreto e azulejaria. "Trabalhamos com o impasse entre a ingenuidade da casa brasileira e o modernismo", comenta o designer José Marton.
 
Para garantir a flexibilidade dos espaços, os produtos são dispostos em mesas, baús e estantes removíveis, assinadas por Geraldo de Barros, designer moderno reeditado pela Dpot. "Tudo foi pensado para garantir uma circulação mais fluida e para que os espaços expositivos sejam modificados à medida que novos objetos passem a ser expostos ali", explica Marton.